Resenha do álbum Sugar - Robin Schulz



Olá amorecos! Hoje vou falar sobre o último álbum lançado pelo DJ alemão Robin Schulz. Robin vem se tornando um nome cada vez mais forte no cenário da música eletrônica, com grandes sucessos, apresentações e parcerias na bagagem. Seu segundo álbum, "Sugar", traz parcerias com nomes como Akon, Ilsey e Disciples. 



O cd foi lançado em setembro do ano passado e conta com quinze músicas em sua tracklist. O sucessor de "Prayer" conseguiu boas colocações nas paradas europeias, e o single carro-chefe, 'Sugar', foi a música mais viral do Spotify no último ano. Não é pra menos. A música contagiante gruda na cabeça, e o clipe é hilário! 

Falando de maneira geral, "Sugar" é um álbum bem equilibrado, com músicas que trazem bem o estilo de Robin (se tocar uma das canções do álbum em uma rádio, por exemplo, e se você acompanha o cenário da eletrônica, provavelmente reconhecerá que a música foi produzida pelo alemão). 

São músicas não somente para dançar, mas para se emocionar também. Um grande exemplo disso é a parceria com J.U.D.G.E, o belíssimo single 'Show Me Love'. Vocal incrível, instrumental maravilhoso e uma letra de arrepiar!

'Titanic' é outra canção que merece destaque no álbum, não somente pelo romantismo que carrega, mas pelo interessante instrumental que realmente nos remete à famosa embarcação (apesar da letra não ter praticamente nada a ver com o navio).

'Heatwave' traz Akon nos vocais, e também é uma excelente música. A canção traz a lembrança à 'Waves', música cantada por Mr. Probz e uma das grandes responsáveis por levar o nome de Robin por todo o mundo. 

A última música, 'Moolight Sky', me lembrou um pouco as canções do Coldplay, principalmente no início da música. Consegui enxergar o Chris Martin nos vocais.

O disco traz instrumentos que fogem um pouco do cenário eletrônico, como sax e violão (foram muito bem colocados ao longo do disco). As batidas são bem marcadas, e sites classificam o álbum como sendo do estilo Deep House. Apesar disso, dá pra se perceber também uma certa influência do Pop.

Minhas favoritas? 'Sugar', 'Show Me Love', 'Titanic' e 'Headlights'.

Bem, se você ainda não ouviu o disco e gosta de música eletrônica, ouça, que acredito que você vai gostar. Robin promete ainda mais hits no futuro e é bom ficar de olho!




Fiz uma resenha mais curtinha que a do ANTI, da Rihanna. Ando bem sem tempo por causa da faculdade (fim de semestre é um pesadeeeeelo!) e como fiquei muitos dias sem postar, eis me aqui hehe Provavelmente a próxima resenha será "faixa-a-faixa", aí vou compensar isso.

Terça tem "Dica Selo Jovem!" Não vai perder, hein?


Vou ficando por aqui, mas volto terça. Bjooos!


Share this:

JOIN CONVERSATION

    Blogger Comment

0 comentários:

Postar um comentário

São proibidas palavras impróprias ou xingamentos.

Sugestões, dúvidas, elogios e críticas construtivas são sempre bem vindos!

Obrigada pelo comentário!