Peça mineira rumo a Europa

Peça 'Peixes' - Foto por Fabiana Leite

Em 2017 a Ana Regis, atriz, diretora, roteirista, produtora (e mais um tanto de coisa) desenvolveu o monólogo Peixes, baseado no relato de várias mulheres sobre a violência doméstica que sofreram.
A peça mineira, intimista e muito potente, ganhou espaço pelo Brasil. E agora está ganhando o mundo também: Ana Régis foi convidada para apresentar o seu solo em dois festivais internacionais na Espanha, o Fitlo - Festival de Logroño e o  Fitag - Festival Internacional de Teatro amador de Girona.
Mesmo com o convite, ela e sua produtora Maria Mourão precisam arcar com os custos da viagem e por isso criaram um projeto de crowdfunding na Evoé.
Todos podem ajudar Peixes a nadar por outras águas apoiando esse projeto no

Sobre a Evoé
Evoé é uma plataforma de crowdfunding/financiamento coletivo que mescla apoio via imposto de renda com apoio direto. Pouca gente sabe, mas apenas ¼ dos projetos aprovados em Leis de Incentivo conseguem financiamento. 
A falta de recursos é uma das maiores dificuldades do empreendedor criativo. Em paralelo, 84% dos brasileiros não sabem que podem destinar parte do Imposto de Renda para doação.
“Sentimos que fazemos acontecer, permitindo que projetos se tornem realidade, como o Lá da Favelinha, que impacta vários jovens da periferia de BH, gerando oportunidade para eles” conta Bruna Kassab, fundadora da Evoé. “Acreditamos no impacto coletivo para o desenvolvimento do país. Nós nos sentimos realizados quando vemos as ideias saírem do papel, é um grande orgulho ver um projeto que auxiliamos ganhar vida, sentimos parte dele”, completa.
Em uma pesquisa realizada pela Evoé, a falta de recursos e inexperiência são dificuldades recorrentes em projetos culturais. É difícil um projeto sem experiência e visibilidade ser financiado no modelo tradicional, ao mesmo tempo que sem recursos o produtor também não consegue se desenvolver.
Os próprios produtores experientes também vem enfrentando dificuldades de se manter em um contexto de incertezas econômicas nacionais e internacionais. “É problemático que eles dependam somente do patrocínio de empresas, pois a falta dele inviabiliza o projeto, além de faltar a conexão com o public”, explica Bruna.
Para conhecer um pouco mais da Evoé, colaborar com um projeto ou apresentar uma ideia, acesse https://evoe.cc

Share this:

JOIN CONVERSATION

    Blogger Comment

0 comentários:

Postar um comentário

São proibidas palavras impróprias ou xingamentos.

Sugestões, dúvidas, elogios e críticas construtivas são sempre bem vindos!

Obrigada pelo comentário!